ESPECIALIDADES

Cirurgia da adenóide

O que é adenóide?

As adenóides são um acúmulo de folículos linfóides que se encontram na parte superior da faringe, no fundo das fossas nasais.

 

Quando é necessária a cirurgia?

Quando este acúmulo é muito grande pode chegar a tampar a passagem de ar desde a fossa nasal até a laringe, obrigando a criança a respirar através da boca (respiração bucal). Quando isso ocorre pode haver complicações como infecções do ouvido, infecção de repetição de garganta, bronquite, roncos noturnos, dificuldade para dormir um sono tranqüilo. Nestes casos se indica a operação para remover as adenóides (adenoidectomia).

 

Como é realizada a cirurgia?

A cirurgia é realizada com anestesia geral (a criança permanece dormindo e livre de dor). A cirurgia então é realizada através da boca, sem cortes externos. É feita a raspagem da adenóide. O tempo de duração da cirurgia é de aproximadamente 30 minutos. Geralmente a criança permanece internada no hospital durante 1 dia, podendo a criança ir para a casa algumas horas após a cirurgia.

 

Quais são as possíveis complicações?

  • Febre e dor – Febre e dores de garganta ou dor no ouvido ocorrem normalmente e não devem ser causa de inquietação, pois geralmente cedem entre 3 e 10 dias.

  • Mau hálito – É comum ocorrer, e cede entre 7 e 14 dias.

  • Vômitos – Podem ocorrer algumas vezes, no dia da cirurgia, constituídos de sangue, mas sem significado de gravidade.

  • Hemorragia – Representa o maior risco desta cirurgia, podendo ocorrer até 10 dias após a mesma, sendo mais freqüente em pequeno volume e, mais raramente, em maior volume, podendo levar até a necessidade de nova cirurgia com anestesia geral e transfusão sanguínea.

  • Infecção – Pode ocorrer na região operada, causada por germes normais da faringe e, geralmente, regride sem antibióticos.

  • Voz anasalada (fanhosa) e refluxo de líquidos – Podem ocorrer nos primeiros dias desaparecendo sozinhos.

  • Quais são os cuidados no pós-operatório?

  • Esta cirurgia, quando realizada isoladamente, não exige cuidado especial. Em geral o paciente recebe alta no mesmo dia.

 

A adenóide volta?

A recidiva da adenóide é muito rara, ocorrendo apenas em crianças muito alérgicas. É importante lembrar que a adenóide é diferente do corneto, o principal causador de nariz entupido no adulto.