ESPECIALIDADES

Bioplastia

O envelhecimento é um processo natural, mas que, ainda assim, pode acarretar incômodos, principalmente às mulheres, interferindo em sua autoestima. A bioplastia possibilita agir sobre os sinais do envelhecimento, como linhas de expressão, recupera os volumes faciais e oferece efeitos rejuvenescedores.

Para pacientes que buscam realçar partes do corpo sem ter que recorrer a procedimentos invasivos, a bioplastia também é indicada. A técnica não necessita de incisões, uma vez que os preenchimentos são realizados pela aplicação de microesferas de PMMA através de microcânulas. A bioplastia vem sendo muito utilizada no aumento de regiões como glúteo e panturrilha.

A bioplastia também é indicada para pacientes que visam corrigir defeitos estéticos, como o volume dos lábios, queixo retraído e o formato da mandíbula. O procedimento pode ser utilizado, ainda, para corrigir imperfeições no dorso do nariz, ou mesmo arrebitar a ponta.

O método de bioplastia, tanto corporal quanto facial, é um procedimento que não requer internação, é realizado com anestesia local sem necessidade de sedação, possibilitando resultados satisfatórios com baixos riscos e sem dificuldades em sua realização. Como a bioplastia não necessita de incisão, é conhecida como a plástica sem cortes, e é boa indicação para quem deseja realçar sua beleza sem precisar se submeter aos procedimentos tradicionais de cirurgia plástica.

 

Bioplastia – PMMA

Entenda o polimetilmetacrilato
O aspecto envelhecido que a pele do rosto apresenta com o passar dos anos pode abalar a autoestima de muitas mulheres. Para amenizar os efeitos naturais do envelhecimento, a bioplastia é um tratamento muito indicado.

A bioplastia consiste na implantação de um material sintético nos tecidos da pele, com o objetivo de preencher as depressões resultantes das ações do tempo. Por não utilizar incisões na realização do procedimento, ela é conhecida como a plástica sem cortes.

O material mais utilizado para os preenchimentos da bioplastia é o PMMA (polimetilmetacrilato), que consiste em microesferas misturadas a um gel, utilizado para facilitar a aplicação na pele. As microesferas possuem um tamanho muito pequeno, que varia de 40 até 100 micrômetros, evitando que elas se movam para outras áreas do corpo além das quais foram aplicadas.

Usado pela medicina desde a década de 50, o PMMA é uma substância aceita biologicamente pelo organismo, ou seja, o corpo não a rejeita. As aplicações de PMMA são feitas através de microcânulas e cada região a ser corrigida recebe determinadas concentrações da substância, das quais até 15 % são absorvidas pelo corpo.

Essa substância pode ser aplicada junto ao tecido intramuscular, ao tecido subcutâneo ou ainda junto ao osso, sendo moldada no formato desejado. É justamente devido a essa característica, que é o material mais utilizado nos procedimentos de bioplastia.

As microesferas de PMMA ainda estimulam a formação de colágeno pelo próprio organismo, promovem um aspecto rejuvenescido nas áreas desfavorecidas pelo envelhecimento e podem, ainda, ser utilizadas para aumentar o volume de algumas regiões do corpo.

 

Anestesia

A anestesia empregada na bioplastia é, normalmente, a local com uso de leve sedação. Com o uso desta anestesia, considerada mais leve em comparação com a geral ou a peridural, o paciente é liberado do hospital em poucas horas.

 

Riscos

Um procedimento como a bioplastia (plástica sem cortes) ou qualquer outra cirurgia possui o mesmo risco que o de atravessar uma via com permissão do sinal de pedestres. É possível que surjam pequenos edemas e hematomas, mas esta condição é eliminada com o decorrer do tempo.

 

Pré-operatório

Seguir as recomendações médicas é imprescindível para o bom andamento do procedimento. Por isso, seguem algumas dicas sobre o que fazer nos dias que antecedem sua bioplastia:


– Chegue no horário informado de sua internação;
– Respeite o período de jejum;
– Comunique ao médico, o quanto antes, qualquer anormalidade em sua saúde física e psicológica;
– Não use maquiagem no dia da internação;
– Evite o uso de brincos, alianças e outros acessórios;
– Evite fumar, ingerir bebidas alcoólicas e comidas gordurosas nos dias que antecedem sua rinoplastia;
– Informe seu médico sobre as medicações das quais você faz uso e siga as instruções de seu especialista acerca da ingestão delas.

 

Pós-operatório

Após a bioplastia é comum que a face apresente edemas e que alguns curativos estejam em uso. Sendo assim:


– Evite movimentação excessiva na área tratada;
– É possível usar compressas de solução fisiológica fria;
– Mantenha sua alimentação normal e equilibrada;
– Evite alterações climáticas e exposição à luz solar;
– Obedeça as recomendações médicas e realize seu retorno conforme indicação de seu especialista. O retorno ao médico é um dos elementos essenciais para se obter um resultado adequado e realizar a boa manutenção de sua bioplastia.